Logo ETFs BrasilLogo ETFs Brasil
Ícone do botão de destaqueSimulador de Portfólios
Artigos

NTNS11: O novo ETF de NTN-Bs da bolsa brasileira

Conheça o NTNS11, o novo ETF de NTN-Bs da bolsa: investimento em renda fixa, com baixos custos, tributação diferenciada e alta liquidez.

Se você está buscando uma forma eficiente de investir em renda fixa, com baixo custo e alta precisão, o NTNS11 pode ser a opção ideal para você. Esse novo Exchange Traded Fund (ETF) listado na bolsa brasileira tem como índice de referência o Índice Teva Tesouro IPCA+ 0-4 anos e oferece uma série de vantagens para os investidores.

Quais as Vantagens do NTNS11?

Uma das principais vantagens do NTNS11 é o seu menor custo em comparação ao investimento no Tesouro Direto. Enquanto a taxa de custódia do Tesouro Direto é de 0,20% ao ano para investimentos superiores à R$ 10.000,00, o NTNS11 possui taxa de administração de apenas 0,19% ao ano. O custo mais baixo significa que os investidores podem maximizar seu potencial de retorno ao optar por esse ETF. Além disso, o NTNS11 proporciona uma maior eficiência operacional, graças à sua metodologia de rebalanceamento otimizada (compra e venda dos títulos pelo fundo), que reduz os custos do fundo.

Custo Baixo

Sim, os custos baixos podem ser uma das únicas variáveis que os investidores controlam ao fazer suas escolhas de investimento. Ao optar por investimentos com taxas de administração e custódia mais baixas, os investidores podem maximizar seu potencial de retorno, pois uma menor porcentagem de seus investimentos é consumida por despesas. Isso é especialmente importante ao investir em prazos mais longos, onde pequenas diferenças nas taxas podem ter um impacto significativo ao longo do tempo.

Tributação Diferenciada

Para aqueles preocupados com questões fiscais, o NTNS11 traz boas notícias. Diferente de outros investimentos em títulos do Tesouro IPCA, ETFs são isentos do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) e não há incidência de come-cotas. Além disso, ETFs de renda fixa com prazos de carteira acima de 720 dias contam com uma tributação de longo prazo(1).

O ETF de Tesouro IPCA com a Menor Volatilidade

Outro ponto importante a ser destacado é o prazo constante mantido pelo índice Teva Tesouro IPCA+ 0-4 anos. Com um Prazo Médio da Carteira (PMR) entre 760 e 720 dias, esse ETF oferece uma exposição consistente aos títulos do Tesouro IPCA (NTN-Bs) de menor prazo do mercado. Isso resulta em uma carteira com menor volatilidade e, consequentemente, menor risco em comparação a outros índices de Tesouro IPCA.

É importante ressaltar que o NTNS11 conta com a rolagem automática dos ativos que compõem sua carteira. Isso significa que o fundo sempre estará exposto às NTN-Bs de menor duração do mercado. Essa característica permite uma aderência mais precisa à estratégia de investimento e facilita a montagem de posições, proporcionando uma gestão mais eficiente.

Liquidez

A negociação do NTNS11 acontece em ambiente de bolsa, o que permite aos investidores terem exposição a uma carteira diversificada de NTN-Bs por meio de um único ativo. Além disso, o prazo de liquidação desse ETF é de apenas um dia útil, ou seja, D+1, o que garante agilidade, praticidade e liquidez nos investimentos.

Resgates e Aportes no Preço Justo

Por fim, por conta do funcionamento dos ETFs, o NTNS11 oferece uma precificação precisa do Patrimônio Líquido (PL) do fundo, evitando o descolamento do valor patrimonial da cota em relação ao seu valor de mercado. Essa precisão contribui para uma melhor transparência e segurança nas operações.

Portanto, se você busca uma forma eficiente, acessível e segura de investir em renda fixa indexada ao IPCA, o NTNS11 pode ser uma opção. Com um índice de referência sólido, menor custo, maior eficiência operacional e diversas outras vantagens, esse ETF oferece uma oportunidade de investir em NTN-Bs de maneira prática e eficiente.

Para acompanhar a performance e conferir mais informações sobre o ETF, acesse a página do NTNS11 no ETFs Brasil.

(1) De acordo com a Instrução normativa RFB N°1585, de 31 de agosto de 2015, ETFs de renda fixa são tributados de acordo com o prazo médio de repactuação da carteira. Para consulta do tratamento tributário de qualquer ETF é importante consultar os documentos disponíveis na página do fundo.

Voltar

Assine a newsletter do ETFs Brasil

Para receber estudos e novidades, deixe seu contato abaixo.